Páginas

sábado, 28 de março de 2015

Suspeitos de assalto a correios de São Miguel colidem carro durante fuga

A polícia está realizando buscas na tentativa de prender um homem suspeito de assaltar os correios da cidade de São Miguel do Gostoso,
município localizado no litoral Norte do Estado. Depois do crime o homem e uma comparsa fugiram usando um veículo roubado, mas acabaram colidindo o carro em um poste na estrada. De acordo com a polícia a mulher ainda não identificada, se feriu e acabou presa.
Várias viaturas da região estão em diligências, assim como aeronaves da Força Nacional e Polícia Rodoviária Federal que realizam sobrevoos em toda BR 101 Norte. Informações também repassadas pela polícia dão conta que o suspeito em fuga está em uma motocicleta. A mulher presa foi conduzida ao pronto socorro e em seguida a delegacia da cidade de Touros.
Fonte: Blog Cidade News via Portal BO

O Estresse na atividade operacional do Policial Militar


O estresse está presente na vida do policial militar e pode influenciar de maneira decisiva no seu comportamento dentro e fora de sua atividade profissional (Silva, Vieira, 2008; Allegrette, 1996). A polícia militar, pela natureza do trabalho, expõe o profissional a constantes desgastes físico, mental e emocional em sua prática profissional diá- ria. A atuação em ambiente desumano, complexo e hostil estão entre os fatores que contribuem para este fenômeno (Portella, Bugay, 2007; Dourado, 1993; Zuluar, 1997). A convivência diária com a injustiça social, violência urbana e, sobr... mais »

PM: o trabalhador mais estressado do Brasil?

Trabalhar sob risco constante. Pesquisa da Associação Internacional de Gerenciamento de Estresse constatou que a profissão de policial militar é a mais estressante do Brasil. Este programa discute o que está acontecendo com a saúde desse profissional que tem como missão cuidar da segurança de todos. *O entrevistado, Darlan Novaes de Queiroz, é psicólogo e capitão da Polícia Militar de Santa Catarina.* *VALE A PENA ASSISTIR ESTA ENTREVISTA:*

FAMILIARES DE PMS DEBATEM SAÚDE E BEM ESTAR DOS POLICIAIS

                A Associação de Esposas, Familiares e Amigos dos Policiais e Bombeiros do RN realiza neste sábado, 28 de março, seu primeiro encontro. A ideia é reunir o círculo familiar que envolve os militares a fim de debater causas e consequências que afligem os problemas mais comuns no dia-a-dia destes profissionais. O evento é gratuito e acontece às 18 horas na Faculdade Estácio Natal (Rua Henrique Dias, Igapó, Zona Norte) com a presença de parentes e especialistas que irão ministrar palestras sobre como superar os desafios profissionais inerentes a profissão militar com saúde, bem estar e apoio familiar.
                O evento contará com as palestras do Psicólogo Lucas Hellen com o tema "Prevenir é o melhor remédio", do Advogado Rodrigo Rocha sobre Direito Militar e da Coordenadora do Movimento das Esposas e Familiares de Praças de Santa Catarina, Edileuza Garcia, sobre o papel da família na profissão militar. Para maiores informações foram disponibilizados os telefones (84) 8839 3875 e (84) 8887 9656.

Campanha ‘Uso racional da água’ promove visitas a lava a jatos

A Secretaria de Meio Ambiente (SEMA) do município tem realizado um trabalho contínuo por meio da campanha “Uso racional da água, não deixe a fonte secar”, a qual teve início no mês passado e objetiva contribuir para uma renovação de hábitos e atitudes da população em relação ao tema.

Recentemente, as equipes de Fiscalização e Educação Ambiental mapearam e visitaram 18 lava a jatos, discutindo o uso/reuso racional da água e afixando nos empreendidos orientações relacionadas à questão.

“A campanha também tem se expandido nas redes de ensino, nas rádios e demais meios de comunicação. Solicitamos o engajamento de toda a população”, disse a secretária Fátima Araújo, que pretende promover visitas ainda a hotéis, restaurantes e salões de cabeleireiro.

Nas escolas, a secretaria tem difundido o trabalho dentro do calendário ecológico. Crianças e adolescentes recebem dicas de como reduzir o consumo e o desperdício através do lúdico (teatro de mamulengos) e de palestras. “Qualquer indivíduo precisa fazer a sua parte, ser um cidadão consciente”, enfatizou a titular da pasta de Meio Ambiente.

A falta de água na região, resultante da estiagem dos últimos anos, tem feito a temática da água ser uma preocupação constante da gestão do prefeito Fabrício Torquato, principal interessada na preservação do líquido, fundamental para o desenvolvimento da cidade.

APODI= CAPITÃO CARVALHO JUNTAMENTE COM O GTO DE APODI ACABA DE PRENDER DOIS INDIVÍDUOS SUSPEITOS DE TRÁFICO DE DROGAS NA BAIXA DO CAIC.


 Toda droga apreendida na operação
Droga apreendida em Apodi 
Droga apreendida em Caraúbas
Por volta das 11:00 da manhã desta Sexta feira dia 27/03, uma guarnição do GTO de Apodi comandada pelo Capitão Carvalho, conseguiu prender após denuncia anônima, dois indivíduos identificados como, Leandro Pereira de Paiva, de 21 anos de idade, natural de Apodi, e Benedito Feliciano da Silva, de 42 anos de idade, natural de Mossoró, e apreender 02 trouxinhas e 03 pacotes médios de maconha; O ocorrido foi mais uma vez na Baixa do CAIC.
Segundo informações dos policiais que participaram da ocorrência, disseram que mais uma denúncia anônima chegou a central de operações da policia militar, informando de que a droga apreendida com os dois suspeitos, teria sido comprada na cidade de Caraúbas. 
Diante de todas as informações, os policiais se deslocaram até a referida cidade, na tentativa de prender o elemento denunciado e apreender mais drogas.
Ao chegar em Caraúbas, a policia foi até a casa do indivíduo suspeito, o qual ao perceber a presença da policia, evadiu-se pulando os muros dos quintais vizinhos, e conseguindo fugir da ação policial. Na abordagem, a policia conseguiu encontrar muita droga, toda enterrada no quintal da casa.
Os dois suspeitos presos, e toda a droga apreendida na ação, foram conduzidos a delegacia de policia civil de Apodi para a realização dos procedimentos cabíveis. 
Vale ressaltar que essa ocorrência teve início por volta das 10:00 da manhã, e terminou as 17:00.

Prefeitura assume frente dos trabalhos para solucionar problemas da saúde na cidade


No início da tarde de ontem, 27, o prefeito Fabrício Torquato esteve na Maternidade Santa Luíza de Marilac e no Hospital Nelson Maia, em companhia da secretária de Saúde do município, Patrícia Leite, e do deputado estadual Galeno Torquato.

O motivo da visita do chefe do Executivo pau-ferrense às unidades de saúde foi a interdição de alguns de seus setores realizada pela Coordenação de Vigilância Sanitária (Covisa), na manhã de ontem, 27.

“A gente viu na maternidade que a Vigilância emitiu vários pareceres. Na questão estrutural, principalmente, há uma deficiência. Então o município se compromete em enviar sua engenharia para fazer projetos que melhorem nesse sentido”, afirmou Fabrício.

Interessado que a situação se resolva o mais rápido possível, o gestor irá empreender esforços para minimizar problemas que existem desde muito tempo. Segundo ele, apesar de a saúde do município não dizer respeito apenas à prefeitura, mas a toda uma rede que deve trabalhar em harmonia.

“A gente não pode deixar nunca, por exemplo, que um hospital filantrópico como a maternidade feche, porque ele tem uma importância estratégica enorme para Pau dos Ferros e região”, disse Fabrício Torquato, que já conta com o apoio do deputado Galeno no que se refere à aquisição de equipamentos para o Centro Cirúrgico da instituição.

O próximo passo do município será dado já neste sábado, 28. As diretorias das duas unidades se reunirão, na sede da prefeitura, para discutir soluções imediatas – realização dos partos agendados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e das pequenas cirurgias – e a médio e longo prazo. A diretoria do Hospital Regional Dr. Cleodon Carlos de Andrade também foi convidada para a reunião.

“Já somos parceiros tanto do Hospital Nelson Maia quanto da maternidade. Mês a mês são repassados recursos SUS para que essas instituições funcionem. Então, também agora, nós estamos à disposição”, frisou Fabrício.


Interdição

A Covisa interditou o Centro Cirúrgico, a Central de Esterilização e três apartamentos da Maternidade Santa Luíza de Marilac. A entidade tem problemas estruturais (salitre, infiltrações) e sofre com defeito ou ausência de equipamentos essenciais (desfibrilador, oxímetro de pulso e autoclave).

Já a interdição no Hospital Nelson Maia, que funciona com recursos próprios e do SUS, interrompeu as atividades do setor de esterilização.

Tiririca rejeitou inclusão de festa cearense no patrimônio cultural

tiririca_laycertomaz_agcamara-300x253A Comissão de Cultura da Câmara dos Deputados rejeitou nesta quarta-feira projeto (PL 2475/11) do deputado José Guimarães (PT-CE) que incluiria a Festa do Pau da Bandeira, de Barbalha (CE), no conjunto de bens do patrimônio cultural imaterial brasileiro. Comemorada há mais de dois séculos, a festa em homenagem a Santo Antônio já reuniu 350 mil pessoas na cidade cearense, que tem 55 mil habitantes.
No âmbito federal, o Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), vinculado ao Ministério da Cultura, é responsável por proteger o patrimônio histórico e artístico brasileiro. O relator na Comissão de Cultura, deputado cearense Tiririca (PR-SP), foi contrário à aprovação do projeto de lei, “por se tratar de matéria alheia” à competência do Legislativo. O projeto será arquivado. No entanto, o deputado propôs que o assunto seja encaminhado ao Ministério da Cultura por meio de indicação, na qual sugere o registro da festa.
Robson Pires

sexta-feira, 27 de março de 2015

COVISA INTERDITA MATERNIDADE E HOSPITAL EM PAU DOS FERROS

COVISA INTERDITA CENTRO CIRÚRGICO DA MATERNIDADE E ESTERILIZAÇÃO DO HOSPITAL DR NELSON MAIA SEM NENHUM PRAZO PARA EVITAR O FECHAMENTO E COM ESSA MEDIDA O AGRAVAMENTO DOS PROBLEMAS DA SAÚDE DO ALTO OESTE. PACIENTES REVOLTADOS COM O CANCELAMENTO DAS CIRURGIAS E FUNCIONÁRIOS EMOCIONADOS AGUARDAM PROVIDENCIAS DOS PODERES CONSTITUIDOS E DA SOCIEDADE EM GERAL 

Fonte Soraya Vieira 



Pau dos Ferros/RN: RP encontra moto furtada

Uma das motos furtadas no ultimo dia 25/03/15, foi encontrada nas primeiras horas de hoje pela RP comandada pelo Cabo Alexandre, e componentes  Sd Lima e Sd Cirleu.
A moto Honda/CG 150 de placa NVD-6584 cor preta, estava abandonada próximo a UFERSA, entrada do Bairro São Geraldo, provavelmente o meliante que furtou vinha da festa de Francisco Dantas.


RP encontra moto furtada no ultimo dia 25/03

Final de festa em Francisco Dantas/RN: Acidente na RN 177

O acidente foi na RN 177 que liga Francisco Dantas a Portalegre, colisão com carro e moto, não temos informações ainda dos envolvidos no sinistro. 

quinta-feira, 26 de março de 2015

Nós parabenizamos o Major Rodrigues Barreto, que coordenou as negociações do cárcere privado que chocou Natal



Palavras de meu amigo Major Rodrigues

- Lembro que à certa altura, recebi de um dos atiradores o aviso de que o alvo estava pronto. Só precisava de uma autorização – lembrou o major Rodrigues.
No momento em que a decisão poderia ter sido pela execução, Guimarães estava exposto na janela, com o peito nu, sem arma alguma na mão. Era quase um pedido para que fosse assassinado. Mas a literatura policial tem ensinado outro caminho.
- Naquele momento, ele não estava armado, o garoto não estava em risco. Não tínhamos dúvidas de que ele queria ser executado. Ele queria a morte porque não tinha coragem de se suicidar, mas nossas ações se baseiam em ética, moral e jurídico. E esses três elementos não se encontravam naquela hora. Decidimos seguir com a negociação – explicou o major.



Na manhã deste sábado (14) negociações continuavam no local (Foto: Bessie Cavalcanti/Inter TV Cabugi)


Crime e castigo: os detalhes do cárcere privado que chocou Natal

Operação que mobilizou aparato técnico e humano de 100 pessoas, ao longo de 41 horas, é considerada a mais complexa do Estado até hoje,


Por Dinarte Assunção


Cárcere privado de 41 horas é considerada a mais complexa operação policial do Estado (Foto: Alberto Leandro)
Cárcere privado de 41 horas é considerada a mais complexa operação policial do Estado (Foto: Alberto Leandro)

Quando o agente penitenciário aposentado Francisco José de Assis Guimarães, 52, cruzou a entrada do condomínio Serra do Cabugi I, em Capim Macio, já tinha planejado todo o crime que estarreceu Natal por 41 horas, período no qual Guimarães manteve refém seu enteado, mobilizando um aparato policial, médico e militar de 100 pessoas, na intervenção que é considerada pelos líderes da bem sucedida empreitada na mais complicada operação policial de que se tem notícia do Rio Grande do Norte.
Fuzileiro naval, Guimarães tinha conhecimento de todos os procedimentos que seriam adotados na tentativa de abortar o cárcere privado. Ele escolheu o condomínio onde morava sua cônjuge pelas dificuldades de acesso e engenharia e arquitetura do local. Nos primeiros contatos com os negociadores, deixou claro seu conhecimento a respeito do assunto.
- Ele dizia: aqui só tem uma saída e é um lugar gradeado. Quero saber como vocês vão fazer para me tirar daqui. – Relembrou ao portalnoar.com o major Rodrigues Barreto.
Instalado no apartamento, o agente penitenciário disparou seis vezes contra a noite. Reuniu consigo todas as informações que tinha sobre as táticas policiais. E não eram poucas porque ele mesmo tinha feito um curso sobre o assunto e estava se preparando para embarcar em um jogo de retórica com o negociador do caso.
O negociador
A perícia de Guimarães foi, de longe, o maior obstáculo a ser superado. Havia quatro alternativas para o caso: tiro de execução; invasão do apartamento; utilização de artefato semi-letal (uma bomba de gás lacrimogênio, por exemplo) e a negociação. Com Guimarães ciente de todas as opções, restou à equipe que se instalou no condomínio Serra do Cabugi explorar à exaustão a medida mais viável no transcorrer do cárcere: a negociação.
O major Florêncio Júnior é um homem de compleição firme. Tem os ombros largos e o rosto bem marcado com a ossatura da mandíbula riscada de uma orelha à outra. Tem a fala mansa, mas decidida. Transmite segurança nas poucas palavras que ousa pronunciar. Parece medir cada uma delas antes de se manifestar, como se analisasse os riscos de dizer algo inapropriado quase ao mesmo tempo em que fala.
Nas 41 horas de cárcere, Guimarães se recusou a falar com familiares, amigos ou qualquer outro negociador. Havia-se estabelecido um elo entre ele e Florêncio. A cada tentativa de persuasão emitida de qualquer outro ator desse enredo que não fosse o major, o agente penitenciário ameaçava matar o enteado e, então, se matar. Diante do quadro, na paciência de Florêncio foi fiada a negociação exitosa.
- Em momento algum eu podia pensar que algo poderia dar errado. O elementar na negociação é falar com verdade. Isso foi o que permitiu que tudo desse certo. – Resumiu Florêncio ao portalnoar.com. Os detalhes das conversas travadas com Guimarães são um segredo estratégico que ele não ousa revelar.
Aparato


Os majores Florêncio, Rodrigues e Trigueiro (da esq. para direita) explicam o caso.
Os majores Florêncio, Rodrigues e Trigueiro (da esq. para direita) explicam o caso.

O Centro Integrado de Operações em Segurança Pública registrou uma ocorrência de rotina a uma da madrugada da sexta-feira (13) no condomínio Serra do Cabugi. Enviado à região, o oficial da área foi o primeiro a tentar dissuadir Guimarães a abortar o plano que se desenrolava no apartamento 206. Diante da negativa, o policial avaliou que seria preciso a intervenção do Bope.  Isolou a área e pediu reforço.
Pouco depois da duas horas, a tranquilidade da Rua Professora Dirce Coutinho foi quebrada com a chegada de viaturas especiais do Batalhão de Operações Especiais. Com o desenrolar da trama, ambulâncias e viaturas se agregaram à composição. Quem acordou para a rotina daquela sexta-feira 13 foi tomado de surpresa com forte esquema de segurança.
A parafernália exata do Bope é um mistério que permanecerá com quem participou da operação. O major Rodrigo Trigueiro, comandante do Bope, relacionou, no entanto, que o aparato à disposição estava intrinsecamente ligado às quatro opções táticas consideradas no esquema. Havia, portanto, artefatos semiletais para serem usados a qualquer hora e atiradores de elite posicionados para a execução de Guimarães.
Uma das questões que afligiu repórteres e transeuntes que se espalharam no perímetro da operação era por que a polícia não colocava um fim ao martírio com um tiro de misericórdia em Guimarães. Oportunidade não faltou.
- Lembro que à certa altura, recebi de um dos atiradores o aviso de que o alvo estava pronto. Só precisava de uma autorização – lembrou o major Rodrigues.
No momento em que a decisão poderia ter sido pela execução, Guimarães estava exposto na janela, com o peito nu, sem arma alguma na mão. Era quase um pedido para que fosse assassinado. Mas a literatura policial tem ensinado outro caminho.
- Naquele momento, ele não estava armado, o garoto não estava em risco. Não tínhamos dúvidas de que ele queria ser executado. Ele queria a morte porque não tinha coragem de se suicidar, mas nossas ações se baseiam em ética, moral e jurídico. E esses três elementos não se encontravam naquela hora. Decidimos seguir com a negociação – explicou o major.
Pesou na decisão o perfil de Guimarães. Sendo conhecido e sem elementos conclusivos para sua execução, além da negociação em andamento estar sendo considerada exitosa, ele foi mantido vivo. Como no enredo de Crime e Castigo, de Fiódor Dostoiévski, onde o personagem central, Rodion Românovitch, tem a pena abreviada, Guimarães foi poupado. Também como na trama russa, na de Natal deverá haver castigo.
Exigências
Para a polícia, a motivação do crime foi passional. E isso se traduziu na mais veemente das exigências feitas por Guimarães. A troca que ele tentou fazer a quase todo momento era o enteado pela irmã ou a mãe do garoto. Com ambas ele vinha tendo desentendimentos. A primeira, inclusive, chegou a registrar ocorrência contra o agente penitenciário aposentado.
Todas as decisões sobre o que Guimarães pedia eram tomadas em conjunto pela equipe do gabinete de crise montado no condomínio Serra do Cabugi. A princípio básico ao atender uma exigência era considerar se o que estava em questão era ou não negociável. A permuta de reféns, por exemplo, era impensável.
Por outro lado, dava para ceder em alguns pontos. De pronto, Guimarães avisou que se a energia e água fossem cortadas, o desfecho seria trágico para o garoto mantido refém. Foi assim que ele se manteve informado o tempo todo sobre tudo que se desenrolava na imprensa a respeito do caso.
Os negociadores também cederam a pedidos de comida, que era sempre submetida primeiro ao garoto, com um lembrete de Guimarães: se o enteado passasse mal ou adormecesse, levando-o a crer que a comida estava envenenada, a morte selaria o destino dos confinados no apartamento 206.
- Por isso que era importante manter o diálogo com a verdade – registrou o negociador major Florêncio.
Até detalhes minuciosos eram contados ao agente penitenciário. A evacuação do condomínio foi um deles. A cada movimento da polícia, Guimarães era informado da rota que seria feita e que não eventual barulho não seria tentativa de invadir o apartamento.
- Desde o início ele colocou um sofá, uma mesa de seis lugares contra a porta, mais algumas panelas. E tinha avisado que se houvesse qualquer barulho, se uma panela daquelas caísse, ele matava o garoto e se matava.
Castigo
Até o momento, os três agentes da PM que concederam entrevista ao portalnoar.com consideram que o Guimarães deverá ser enquadrado por cárcere privado, previsto no artigo 148 do Código Penal, para o qual a pena é reclusão de dois a cinco anos.
Caberá à delegada Alzira Veiga, titular da 10ª DP, onde o caso corre decidir pelo indiciamento. Em contato com a reportagem ela confirmou apenas que a agenda das oitivas está sendo montada para ouvir as testemunhas do caso, incluindo aí o enteado mantido refém.
Francisco José de Assis Guimarães tentou se matar no desfecho do caso, no fim da tarde de sábado (17), quando as negociações produziram efeito e ele liberou o garoto. Ele cortou os pulsos e deu um tiro no próprio queixo. Socorrido, ele está internado na UTI do Hospital Clóvis Sarinho.
Atualizado em 16 de março às 14:09

Álbum de fotos

(Foto: Divulgação/Sesed)

Nossos Parceiros

Avenida Getúlio Vargas, 1420 - Centro - Pau dos Ferros-RN
Telefone - (84) 8123-8690 / 9834-1008 / 9680-1811

 


Refrigeração Automotiva em Pau dos Ferros/RN

 ORG Henrique. Tel: (84)9121-0533 / 8789-0216 / 9815-8089























Por Dr. Franciclaudio Nato

 
Entrou em vigor a lei 13.104/15. A nova lei alterou o código penal para incluir mais uma modalidade de homicídio qualificado, o feminicídio: Quando crime for praticado contra a mulher por razões da condição de sexo feminino. Para ser muito sincero, não vejo grandes vantagens na aprovação de leis penais e no endurecimento de penas no Brasil. Tenho dito que o que importa é a aplicação das leis que já temos e não a criação de outra simplesmente para dá uma imediata resposta a sociedade por uma conduta delituosa. Veja o caso da lei Maria da Penha, Lei 11.340/06; em que prever, no seu artigo 9º um sistema assistencial de proteção à mulher vítima de violência doméstica; a criação de Juizados de Violência Doméstica e Familiar contra a Mulher, no artigo 14; uma série de medidas protetivas de urgência, no artigo 18; uma equipe de atendimento multidisciplinar, no artigo 19; uma delegacia especializada somente para atender as ocorrências de violência domestica, entre outras providências. O fato é que muitas dessas medidas citadas nunca foram implementadas. Daí vem esses políticos sem futuro e criam mais um tipo penal para ser letra morta no nosso ordenamento jurídico. Antes de tudo, deveria ser implementado a Lei Maria da Penha, que, como disse, já é suficiente para resolver os casos de violência doméstica. Resolve-se os problemas da criminalidade com mais políticas públicas e não com a criação de leis. Políticos, tomem vergonha na cara!

Caixa eletrônico é arrombado e dinheiro roubado em Rodolfo Fernandes, RN



Criminosos arrombaram um caixa eletrônico do banco Bradesco na madrugada desta quinta-feira (26) em Rodolfo Fernandes, município localizado a 369 quilômetros de Natal. Segundo a Polícia Militar, seis pessoas foram mantidas reféns.

O crime aconteceu por volta das 2h20. O caixa eletrônico foi violado por um maçarico. De acordo com a PM, três homens fortemente armados foram até o hospital da cidade, que fica em frente à agência, e mantiveram um vigilante e duas enfermeiras dentro do hospital até que conseguissem arrombar o caixa. A polícia ainda informou que outro vigilante e dois pacientes também foram mantidos sob a mira de arma de fogo.

A Polícia Militar não confirmou o valor total do dinheiro roubado durante a ação. Os policiais ainda fizeram buscas pela região, mas não conseguiram localizar nenhum suspeito.

Do G1/RN

Casa na Rua Mano Marcelino


Vende-se e Aluga-se Casa com área de lazer para eventos

Localizada em Pau dos Ferros/RN ao lado do Hotel Jatobá. Contato  (84)9935 4942...ou...9407 7191 ... 81661674

CÂMARA DOS DEPUTADOS: Aprovado aumento de pena para quem matar policial em serviço

  Fonte:   Por Agência Câmara
O Plenário da Câmara dos Deputados acaba de aprovar um substitutivo ao Projeto de Lei3131/08, que torna homicídio qualificado e crime hediondo assassinar policial, bombeiro militar, integrante das Forças Armadas, do sistema prisional e da Força de Segurança Nacional, quando este estiver em serviço.
O agravamento do crime também se estende ao cônjuge, companheiro ou parente até 3º grau do agente público de segurança, quando o crime for motivado pela ligação com o agente de segurança. Em todos estes casos, a pena será de reclusão, de 12 a 30 anos. O homicídio simples prevê pena menor (reclusão de seis a 20 anos).
Atualmente, já é homicídio qualificado o cometido por motivo fútil, mediante encomenda, contra a mulher em razão de sua condição de sexo feminino (feminicídio), entre outros.
O texto aprovado pelos deputados, que altera o Código Penal (Decreto-lei 2.848/40) e a Lei de Crimes Hediondos (Lei 8.072/90), estabelece também que a lesão corporal cometida contra agentes de segurança em serviço, e seus parentes, será aumentada de um a dois terços.
O projeto original, do Senado, previa penas maiores tanto para quem matasse o policial como para o policial que matasse alguém.
Votação de destaque
O deputado Rubens Bueno (PPS-PR) pediu destaque para votação em separado para retirar do texto o dispositivo que torna crime hediondo a lesão corporal a agentes de segurança e seus parentes. “Crime hediondo para lesão corporal é uma aberração jurídica. Não existe isso em nenhum país do mundo”, disse Bueno, autor do destaque.

Projeto que aumenta pena para quem induzir menor a roubar é aprovado na Câmara

menores-no-crimeO projeto de lei que aumenta a pena para quem induzir um menor ou com ele praticar um roubo foi aprovado ontem (25) pela Câmara dos Deputados.
Um acordo possibilitou a aprovação da matéria apresentada pelo deputado Pauderney Avelino (DEM-AM) em substituição ao texto do Senado. Com a aprovação, a proposta retorna para nova deliberação do Senado.
O projeto modifica o Código Penal. O texto também estabelece que no caso de roubo qualificado pela lesão corporal de natureza grave o crime passa a ser hediondo

Moto furtada na noite de ontem 25/03/15



Uma moto Titan 150 ks de placa NVD-6584, cor preta e envelopada, banco branco ano 2008, pertencente a Raimundo Neto (Netinho) filho de Solange, foi furtada na noite de ontem por volta das 23:30h no Bairro COHAB, próximo a quadra. Qualquer informação ligue 190.

quarta-feira, 25 de março de 2015

Pau dos Ferros/RN: Prefeito Fabrício faz reunião com Comandante do Trânsito Cap. Adelino e Sargento Monteiro.



Na semana passada no dia 16/03, o Prefeito Fabrício Torquato recebeu em seu gabinete o Comandante do 4º Distrito de Policia Rodoviária Estadual, Capitão Adelino e o Sargento Monteiro, também participou o soldado Pimentel, foi discutido a situação do trânsito em Pau dos Ferros e Região.
Foi destacada na reunião a situação do trânsito no centro de Pau dos Ferros, procurando viabilizar um melhor fluxo para os veículos, tanto de nossa cidade como os de toda a região, que diariamente estão em Pau dos Ferros.

Essa é uma preocupação do Prefeito Fabrício Torquato e do comando do 4º DPRE.
Em breve o Prefeito Fabrício Torquato trará melhorias para o trânsito de Pau dos Ferros