Páginas

segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Prisão de assaltante do RN será exibida nacionalmente

A prisão do assaltante e homicida João Alves Nunes, mais conhecido como "João da Besta", de 40 anos, será tema de uma reportagem exibida hoje no progama "Domingo Espetacular", apresentado pelo trio formado pelos jornalistas Paulo Henrique Amorim, Janine Borba e Fabiana Scaranzi.
Apresentado como cangaceiro moderno, a matéria sobre o cerco policial a "João da Besta" vai exibir a captura ocorrida no dia 23 julho de 2010, durante operação conjunta entre equipe da Divisão Especializada em Investigações e Combate ao Crime Organizado (DEICOR/RN) e policiais do Grupo Armado de Repressão a Roubos e Assaltos (GARRA), de São Paulo.
Considerado um dos mais perigosos assaltantes do Rio Grande do Norte e líder de uma quadrilha responsabilizada pela polícia por diversas ações ousadas como assaltos a bancos, arrombamento de caixas eletrônicos, assaltos a comerciantes e motoristas, "João da Besta" foi encontrado após vários meses de investigação em um barraco na favela no Guarujá, no litoral de São Paulo.

Latrocínio - João da Besta é acusado de um latrocínio ocorrido na subida da Serra de Martins que teve como vítima um capitão do Exército Brasileiro.

Tiroteio - Em maio deste ano, a quadrilha de João da Besta" sofreu um duro golpe. Policiais militares entraram em confronto com o bando de "João da Besta", entre os municípios de Almino Afonso e Rafael Godeiro ao tentaram interceptar o veículo que a quadrilha havia tomado de assalto. Durante o tiroteio dois bandidos foram mortos. João da Besta conseguiu escapar do cerco.
Prisões - Semanas depois mais dois bandidos da quadrilha foram presos pela PM de Baraúna e Mossoró após um assalto aos Correios de Russas/CE. Os assaltantes Alex da Silva e De Assis foram capturados.

Assaltos - "João da Besta" também é suspeito de participar do assalto à agência do Banco do Brasil de Baraúna e de Martins, em 2005. Ele é apontado como um dos mentores dos assaltos às agências dos Correios das cidades de São Miguel, ocorrido em novembro do ano passado; além de asaltos em Itaú, Umarizal e Olho D´água do Borges, realizados este ano. Há outras ações também na Paraíba, por envolvimento no roubo de armamento de uso restrito, do Fórum de Catolé do Rocha.

Últimos passos - Segundo investigações da Polícia Civil potiguar, o foragido estaria há cerca de um mês em São Paulo. Atualmente, "João da Besta" está preso em Alcaçuz, em Nísia Floresta.
Gazetadooeste

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário